15 Mai 2015
por CI

Tomadas e voltagens pelo mundo

Hoje em dia, recarregar o celular ou a câmera fotográfica numa viagem internacional pode ser uma grande complicação. Mesmo que você leve um adaptador que encaixe na tomada de Paris, pode ser que ele não sirva em Londres ou em Berlim. Em outras partes do mundo, a complicação continua.

tomadas-tipo-a-e-tipo-b-1383852306200_604x300

Não apenas as tomadas, mas também as tensões mudam de um país para outro. Seria necessário um transformador de tensão para evitar acidentes ou danos aos aparelhos.

Muitos viajantes acabam sendo pegos de surpresa com o sistema de tomadas e voltagens internacionais. A solução é providenciar antecipadamente um adaptador de tomada ou conversor de voltagem que seja universal ou específico para o destino a ser visitado. O recomendável é comprá-los ainda no Brasil, pois pode ser difícil encontrá-los lá fora.

Antes de embarcar, veja abaixo os principais padrões de voltagem e modelos de tomadas para os destinos mais comuns:

1) América do Sul: A maioria dos países adota 220 volts. A Colômbia e o Equador são as exceções, com 120V.

2) América do Norte: Os Estados Unidos, Canadá e México utilizam o mesmo padrão variável, de 110V a 127V.

3) Europa: Também segue padrão unificado, de 220V a 240V.

4) Oceania: As vizinhas Austrália e Nova Zelândia usam só 230V.

5) Ásia: O Japão adota 110V, enquanto China e Índia são 220V.

6) África: Na África do Sul, por exemplo, a voltagem é 220V, ou seja, compatível com aparelhos eletrônicos bivolts. Só é preciso comprar um adaptador de tomada.

Dependendo do seu país de destino, veja abaixo qual adaptador será necessário:

2

Já escolheu seu próximo destino? Então agora só falta separar os adaptadores adequados e comprar a passagem com as melhores condições!

Compartilhe
Deixe seu comentário!